Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Governo quer capacitar delegacias do país para atendimento à mulher - BAND FM DIVINO

Fale conosco via Whatsapp: +55 32 99919-0816

No comando: BAND CORUJA

Das 00:00 às 05:00

No comando: BAND BOM DIA

Das 05:00 às 06:00

No comando: A HORA DO RONCO

Das 06:00 às 08:00

No comando: ESTAÇÃO BAND

Das 07:00 às 08:00

No comando: BAND AO VIVO

Das 09:00 às 11:00

No comando: MANHA SHOW

Das 09:00 às 11:00

No comando: MANHA SHOW

Das 09:00 às 12:00

No comando: SUPER 6

Das 11:00 às 12:00

No comando: QUEM AMA NAO ESQUECE

Das 11:00 às 12:00

No comando: FESTA BAND

Das 12:00 às 13:00

No comando: MINHA MÚSICA MINHA VIDA

Das 12:00 às 13:00

No comando: CURTE AÍ

Das 13:00 às 15:00

No comando: SUPER 6

Das 14:00 às 15:00

No comando: AS MAIS PEDIDAS DA SEMANA

Das 15:00 às 16:00

No comando: HORA CHEIA

Das 15:00 às 16:00

No comando: TAMO JUNTO BAND FM

Das 15:00 às 17:00

No comando: DA PLAY

Das 17:00 às 18:00

No comando: SUPER 6

Das 17:00 às 18:00

No comando: HORA CHEIA

Das 18:00 às 19:00

No comando: BAND AO VIVO

Das 18:00 às 19:00

No comando: BAND AO VIVO

Das 18:00 às 19:00

No comando: SUPER 6

Das 19:00 às 20:00

No comando: ESTAÇÃO BAND

Das 19:00 às 20:00

No comando: AS MAIS PEDIDAS DA SEMANA

Das 20:00 às 21:00

No comando: HORA CHEIA

Das 20:00 às 21:00

No comando: LIBERTA

Das 20:00 às 21:00

No comando: QUADRO EU TE ENCONTREI

Das 20:00 às 21:00

No comando: A VOZ DO BRASIL

Das 21:00 às 22:00

No comando: BAND LOVE

Das 21:00 às 23:59

No comando: PISTA DA BAND

Das 21:00 às 23:59

No comando: BAND LOVE

Das 22:00 às 23:00

Governo quer capacitar delegacias do país para atendimento à mulher

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou hoje (25) que o governo federal vai iniciar, a partir de janeiro, um projeto de capacitação para que todas as delegacias de polícia do país tenham um serviço especializado em atendimento à mulher vítima de violência. O anúncio foi feito durante solenidade, no Palácio do Planalto, em alusão ao Dia Internacional da Não-Violência contra a Mulher. O evento contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro.

“A partir de janeiro, todas as delegacias do Brasil também serão delegacias da mulher. Pronto. Vamos capacitar todos os agentes de delegacia do Brasil. Vamos capacitar todos os delegados”, disse a ministra. Segundo ela, apesar de existiram há 35 anos, as delegacias da mulher estão presentes em menos de 10% dos municípios do país.

“Só 9% dos municípios do Brasil têm delegacia da mulher. Como enfrentar a violência desse jeito? Apenas 19% dos municípios têm algum órgão de defesa da mulher”, afirmou. Ela também sugeriu que mais mulheres se candidatem a vereadoras, nas eleições do ano que vem, para que sejam criadas Procuradorias da Mulheres em todas as Câmaras Municipais do país.

Perguntada por jornalistas se há orçamento previsto para esta capacitação, a ministra disse que o recurso está assegurado e sairá de um programa da pasta chamado Salve uma Mulher. O valor reservado para a capacitação não foi informado. Damares Alves explicou que já estão sendo feitos contatos com a secretarias de segurança dos estados para que a parceria para capacitação seja fechada e possa começar em janeiro.

“Nós vamos ter mais delegacias das mulheres e nos lugares onde não tiver delegacia da mulher, vai ter um serviço especializado de atendimento até chegar a delegacia da mulher lá. O que não podemos é deixar a mulher sem um atendimento especial dentro das delegacias”, disser Damares.

Outra medida anunciada pela ministra foi a ampliação do Disque 180, canal de denúncia de violência contra a mulher. De acordo com Damares, a partir de janeiro a ferramenta vai passar a contar com videoconferência e atendimento em Libras (Língua Brasileira de Sinais), para que possa também ser utilizada por mulheres surdas.

Antes da cerimônia, a ministra Damares Alves chegou a convocar uma coletiva de imprensa com jornalistas, no Palácio do Planalto, em que daria informações sobre a iniciativa. Quando os jornalistas já estavam posicionados, a ministra permaneceu por um tempo em silêncio e, aparentando estar emocionada, se retirou do púlpito preparado para a entrevista sem falar nada. Mais tarde, ela postou um vídeo em sua conta oficial no Twitter para explicar porque chamou a imprensa e não falou nada. Segundo ela, foi uma ação para demonstrar a importância de dar voz às mulheres.

“Eu queria exatamente ficar em silêncio para dizer para eles [repórteres] que nenhuma mulher pode ficar sem voz no Brasil. Vamos embora, você que está sendo vítima de violência, ligue agora 180, é no nosso ministério, nós vamos atender. Você, mulher cigana, ribeirinha, indígena, quem está sofrendo algum tipo de violência, ligue para nós, você tem voz”, afirmou.

Campanha nacional
A cerimônia também marcou o lançamento da campanha de enfrentamento à violência contra a mulher, do governo federal. Com o mote Você tem Voz, o objetivo é estimular as mulheres a não se calarem diante da violência. As peças publicitárias, que incluem um clipe musical especialmente elaborado para a campanha, interpretado pela dupla Simara e Simaria, serão veiculadas em emissoras de rádio, televisão, internet, cinema e mídia externa ao longo desta semana.

Agência Brasil / miradouronoticias.com.br

Deixe seu comentário: